Pipa/RN

August 20, 2015

 

 

 

    Boêmia e ensolarada. A cidade de Pipa, RN, é uma aglomeração de pessoas de todos os cantos e de todas idades durante os feriados. Durante a Semana Santa estivemos lá e viemos trazer para vocês as maravilhas que compõem essa cidade, que, como New York, é a cidade que nunca dorme. Pelo menos é o que Frank Sinatra dizia.

 

Percorremos 249Km de Recife até Pipa. Uma tranquila viagem até o paraíso!

                                                #TerraDosDinossauros

 

    Terra de mil línguas. Pipa não é só festa! Lá encontramos um conjunto de costumes de todas as partes do Brasil e do resto do mundo, tanto que os vendedores, atendentes, garçons, entre outros funcionários de diversos estabelecimentos, entram em contato conosco com diversificadas línguas, sendo as latinas mais frequentes.

     Rica em padrões gastronômicos, lá encontramos um restaurante chamado Água na Boca, onde cardápio é dispensável, pois você se sente em uma prova de múltipla escolha: todos os pratos tem seus acompanhamentos escolhidos na hora.

 Pipa pode ser mais procurada para grandes festas, shows, encontros, mas também é uma cidade de espiritualidade e misticismo inabaláveis.

  

    Aproveitamos todos os dia no hotel, resort e spa Sombra e Água Fresca que é enriquecido com as culturas orientais, destacando-se o budismo e o hinduísmo. Algumas estátuas de culturas ocidentais também são perceptíveis.

 

Pipa tem encantos mil

E tem o melhor hotel do Brasil

Ele tem encanto e beleza

E se chama sombra e água fresca.

Em cada canto um recanto

Cheio de encanto

Para a gente fotografar

Curtir, comentar e compartilhar.

                       Jacqueline Oliveira

 

      Nunca fui em um lugar tão verdejante e ao mesmo tempo sem mosquitos. Todas as unidades do complexo Sombra e Água Fresca eram formados por labirintos de verdadeiros muros de árvores que pessoalmente dificultavam muito chegar de volta ao apartamento mas, simplesmente e incrivelmente não transformaram as unidades em chafariz de muriçocas, pelo contrário quase não havia insetos pelo lugar. Muito bem limpo, dedetizado e organizado.

      Nada disso impediu a chegada de habitantes da nossa fauna brasileira, esses Saguis que além de “roubar” da nossa comida deixavam o hotel com uma aparência mais “Zen”, relaxante, natural.

 

A ambientação de todas unidades eram impecáveis e padronizadas, sempre voltada para a tranquilidade, naturalidade e prosperidade. Tudo nos deixava perplexos e ao mesmo tempo em paz com nós mesmos.

 

     Deu vontade de ir? Dá uma olhada no Booking.com, lá você vai poder ver que tudo isso é verídico!

 

 

     Em nosso penúltimo dia de viagem, voltamos para a cidade e acabamos encontrando um regional restaurante chamado O Tal do Escondidinho, definitivamente nordestino.

   Climatizado com a própria ventania de Pipa e caracterizado por cordéis; lajotas pintadas com cenas de cangaceiros e festas típicas; cumbucas de cerâmica e copos de cana, esse restaurante nos apresentou o melhor escondidinho do mundo!

Recomendo tanto a cidade como também recomendo o complexo Sombra e Água Fresca, todos são ótimos para todas as famílias, sendo a cidade mais confortante para os jovens que realmente gostam de curtir a vida!

   

Fotos: By Jacqueline Oliveira, Alcides Silva, Luigi Torelli e Pedro Melo

 

Please reload

  • Facebook - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • YouTube - White Circle
Navegue com a Jac:
Destaques

Pelos sertões que andei... de Recife a Petrolina

July 31, 2017

1/7
Please reload

Please reload