CESAM: paraíso phitocultural

June 20, 2016

    Uma horta no meio de prédios abandonados, plantas que curam brotando em um terreno onde só tinha concreto e ferro no centro de um dos maiores descasos sociais vividos atualmente em Pernambuco, podemos sentir o cheiro doce de plantas medicinais, flores e frutas fresquinhas. Borboletas e beija flores compartilham do mesmo néctar, do mesmo espaço e da mesma liberdade. Estamos falando do CESAM (Centro de Saúde Alternativa de Muribeca), local escolhido por algumas mulheres guerreiras que com determinação e amor dedicam seu tempo na transformação artesanal de plantas em remédios que curam.

 

 

    Concebido a partir do ideal do Padre Paulo que era pároco da comunidade no fim da década de 1980, o CESAM já nasceu grande, de cara, teve o apoio e simpatia do Doutor Celerino Carriconde, o Doutor das Plantas como é conhecido, que dirige o centro nordestino de medicina popular. Tendo como dirigentes as senhoras Carmelita Pereira e Giselda Alves e a equipe composta por Severina Souza, Marluce Santana, Adriano Valentim, Amainda Ferreira e Jeane Vergilina o espaço resiste bravamente fabricando tinturas, licores, xaropes, xampus, repositores hormonais naturais e tantos outros produtos com eficiência comprovada na própria comunidade.

    É comum encontrarmos pessoas da comunidade comprando xarope de espinho de cigano e garantem que é ótimo para combater a bronquite e a tosse. Encontramos também, pessoas à procura de tintura de azeitona para combater o diabetes, já a tintura de mulungu é ótima contra a insônia e garante um sono rápido e tranquilo.

    Além dos produtos a baixo preço, o CESAM cumpre um papel social muito interessante, pois cerca de dez pessoas fazem parte deste projeto tão rico, inclusivo e principalmente de manutenção da cultura popular. O Brasil detém o maior acervo em flora do mundo, tem o maior e mais cobiçado bioma que infelizmente é mais explorado por outros povos do que por nós mesmos. O CESAM já serviu de tema para vários estudos universitários, alunos e alunas da UFPE estão sempre buscando informações sobre a plantação, seleção de coleta e manipulação das plantas usadas, até porque a procedência dessas plantas pode fazer uma grande diferença: a não utilização do agrotóxico, para a manipulação medicamentosa, não são usadas plantas de beira de estrada por causa do alto teor do dióxido de carbono nem plantas próximas a fossas ou rios poluídos.

 

 

 

 

 

 

 

    A fama do lugar e das mulheres que o dirigem ganhou o mundo quando virou tema do Globo Repórter, programa da rede Globo que exibiu o poder das plantas e a humildade dessas mulheres tão especiais. O Blog da Jac visitou e se encantou com o pequeno, porém rico e aconchegante espaço do Centro de Saúde Alternativa de Muribeca.

 

 

 

Please reload

  • Facebook - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • YouTube - White Circle
Navegue com a Jac:
Destaques

Pelos sertões que andei... de Recife a Petrolina

July 31, 2017

1/7
Please reload

Please reload