Fazendo a festa: montando o arraiá

September 8, 2016

    Para arrumar meu arraiá de aniversário contei com a ajuda de muita gente. É nestes momentos que percebemos tudo aquilo que plantamos. Graças a Deus tenho plantado muito amor!

    Optei por usar o tecido chita que custou 6,20 o metro para enfeitar as pilastras do salão, a escada e as mesas. Comprei aproximadamente 30 metros, andei um pouco para comprar, pois como já tinha passado o São João, os tecidos que restavam nos tabuleiros já não eram tão interessantes.

 

    Encontrei na Rua Direita no centro da cidade do Recife e os objetos de palha e outras coisas mais no Mercado de São José. Os arranjos de mesas foram todos feitos a mão um por um. Com cola quente e alguns materiais, saíram aproximadamente por 12,00 cada.

 

    Usamos nossa criatividade, alegria de compartilharmos toda essa preparação e de estarmos juntos festejando um momento tão especial para mim. Fiquei muito feliz, fazendo os preparativos, durante a festa, curtido todos os momentos até mesmo no fim, pois senti a missão cumprida com muito esmero.

    A fogueira de cartolina, betume e papel celofane e as lamparinas de vidro de azeitonas com óleo de soja e pavio de algodão e as amarrações com corda fina, ficaram por conta do Alcides, as bandeirinhas eu improvisei com cordão e papel de beijinho.

 

    Meus filhotes Luigi e Lorena fizeram o painel de juta com minhas fotos do Blog da Jac e enfeitaram a mesa do bolo.

 

    Como lembrancinha eu peguei um poema lindo e colei a bonequinha da sorte embrulhei com filó e amarrei um laço de fita. Amei!

 

 

Gastamos pouco com a decoração, usamos muito a nossa criatividade, a beleza e a simplicidade das festas sertanejas tomou conta do nosso arraiá. Espero que vocês tenham gostado dessas dicas de decoração, um beijo no coração e até a próxima!

 

Segue esse lindo texto da Cris Pizzimenti:

"Sou feita de retalhos... pedacinhos coloridos de cada vida que passa pela minha e que vou costurando na alma. Nem sempre bonitos, nem sempre felizes, mas me acrescentam e me fazem ser quem eu sou. Em cada encontro, em cada contato, vou ficando maior... Em cada retalho uma vida, uma lição, um carinho, uma saudade...que me tornam mais pessoa, mais humana, mais completa.


E penso que é assim mesmo que a vida se faz: de pedaços de outras gentes, que vão se tornando parte da gente também. E a melhor parte é que nunca estaremos prontos, finalizados...haverá sempre um retalho novo para adicionar à alma.

Portanto, obrigada a cada um de vocês, que fazem parte da minha vida e que me permitem engrandecer minha história com os retalhos deixados em mim. Que eu também possa deixar pedacinhos de mim pelos caminhos e que eles possam ser parte das suas histórias. E que assim, de retalho em retalho, possamos nos tornar um dia, um imenso bordado de 'nós'."

 

 

Please reload

  • Facebook - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • YouTube - White Circle
Navegue com a Jac:
Destaques

Pelos sertões que andei... de Recife a Petrolina

July 31, 2017

1/7
Please reload

Please reload